segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Frango Sadia em dose dupla


YAMAHA ITABUNA

A concessionária Yamaha de Itabuna agoniza. Depois de uma grande inauguração a uns dois anos passados, todos pensavam; agora vai! Mas não foi...
Uma bela loja com só cinco funcionários trabalhando, quase sem motocicletas e peças no estoque, vão empurrando com a barriga.
Como fã da marca vejo com muita tristeza a possibilidade da região ficar sem uma concessionária da marca, que já fechou as portas em Ilhéus.

CARREIRA DE MECÂNICO DE MOTOCICLETA

Muitos garotos começam nas concessionárias segurando mangueiras.


Evoluem até chegarem ao status de chefe de mecânicos, como o sorridente Ruze que segura uma grande e robusta chave de fenda.

DE CINQUENTINHA SEM CAPACETE

Essas dupla estava saindo do SENAT (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), hoje pela tarde 25/11. Para mim é quase um templo da segurança do trânsito. 
Reproduzindo na hora veio na minha cabeça a música de Lupicínio Rodrigues:
 "Esses moços, pobres moços
Ah! Se soubessem o que eu sei"...

CACHORRO NA MOTOCICLETA

Esse passageiro estava ontem com o seu dono um mototaxista da cidade de Itabuna - Ba,  indo até o veterinário tomar suas vacinas.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

CINQUENTINHAS OU CICLOMOTORES

Na cidade de Itabuna elas andam assim. Sem capacete sem placa, sem lenço e sem documento.

ACIDENTE COM FALCON

Uma conversão errada de um motorista provocou um acidente que levou a morte o condutor da Falcon 400, na cidade de Campo Novo dos Parecis (380 km a Oeste de Cuiabá), no último sábado (22).
O motorista notando a gravidade do acidente fugiu do local.

QUATRO ENCIMA DE UMA MOTO

FOTO DIVULGAÇÃO PRF
No km 92 da rodovia BR-316, no município de Santa Maria do Pará, no nordeste do estado a Polícia Rodoviária Federal encontrou circulando na rodovia essa moto com 4 passageiros..
O condutor não tinha habilitação, ninguém com capacete, sem a placada, documentos atrasados.
O ocorrido foi ontem (23/11) e a PRF levou todo mundo para o posto onde fez os procedimentos e as duas menores de 16 e 14 anos encaminhadas para o conselho tutelar.
Triste realidade brasileira e devemos tirar o chapéu para os patrulheiros que não deixam esses casos passarem batidos.

MOTO CLUBES E RADICAIS ISLÂMICOS

© REUTERS / David Gray
Uma amiga Que não vejo há muito tempo costumava dizer a seguinte frase. "ME DÊ UM REAL DE BIG BIG!". A frase irônica significava que ela era uma criança e com um real de caramelo ela ficaria feliz e levaria em consideração o que eu disse. 
Quando li essa semana que passou uma matéria no site news.motorbiker.org lembrei de minha amiga e de sua frase Clássica.
“Radicais Islâmicos locais estariam se juntando a moto clubes da Austrália.”
Em todo o mundo os moto Clubes são como famílias, irmandades e os Mongóis não fogem a regra, a dificuldade de entrar nestes moto clubes é muito grande. A cultura da motocicleta é de uma origem de muita liberdade e rebeldia. Ingredientes que não combinam em nada com o radicalismo islâmico.

Acho que eu também pedir para a polícia da Austrália: ME DÊ UM REAL DE BIG BIG!

sábado, 22 de novembro de 2014

MOTO CARGA

A carga Ficou incompatível com o Veículo, coloca em Risco a Segurança, Mas Não Deixa de Ser interessante de ver essas cenas Pela Ruas de Itabuna - BA.
Resta salientar that ESSES mototaxistas that JÁ estao padronizados POUCO SE envolvem Acidentes EM.

Whatsapp e mototáxi

O whatsapp tem deixado muitos mototaxistas na cidade de Itabuna completamente distraídos. Fiquei um bom tempo olhando esse conhecido e ele não conseguia perceber.
Tempos passados ​ ficavam gritando "MOTO" Hoje tem alguns que só atendem pelo zap, zap.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

REGULAGEM INGLESA NO MOTOCICLISTA

Um motociclista resolve empinar sua moto no centro de Londres, Inglaterra. Ele só não contava em encontrar logo a frente policiais a cavalo que deram uma boa lição de moral.

O motociclista no próprio youtube comenta que fez mer... e que não pretende mais cometer o erro.



segunda-feira, 17 de novembro de 2014

SETTRAN ITABUNA

A Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna virou uma verdadeira Torre de Babel cada um fala uma língua diferente e sempre sobra para o contribuinte.

“Peido Aratitaca” saiu do Setor de Mototáxi para não ter que seguir ordens do Diretor o Sargento Comunista que este ano já conduziu vários taxistas para a delegacia.


Peido Aratitaca
Os mototaxistas não passavam nas mãos do comunista, mas depois de um aperto dos vereadores o “Perfeito” jogou os mototaxistas nas mãos do Sargentão e as apostas já estão sendo feitas. Uns acreditam que até final do ano chegará a 10 o número de mototáxi conduzido para a delegacia por desacato. Sinceramente acho exagero fico com 8 conduzidos.


MOTOFRETISTAS

A situação de grande parte dos motofretistas da cidade de Itabuna é precária. A maioria que trabalha com carteira assinada não tem por parte das empresas motocicletas em condições de trabalhar e equipamento de segurança.

A fiscalização que deveria ser feita pelo município é nenhuma, nestes veículos e condutores.

BLITZ EDUCATIVA EM ITABUNA

 Hoje 17/11 aconteceu uma  blitz educativa. Você é pego em um deslize no trânsito e é convocado para ir para uma sala de aula assistir 40 minutos de palestra para não pagar a multa. Mas em infrações que demandam apreensão o veículo é recolhido.

Blitz são sempre divertidas, uns pegam os celulares e ligam para o padrinho, quem é pagão coloca a mão na cabeça esperando a casa cair encima dela e aquelas que lançam aquele olhar, depressa fofo que quero ir embora.


 Prefiro: Não Comentar

 As cinquentinhas também caem na rede.

 O não uso da viseira é o mais comum

 Alguns descartam os chinelos, pois sai mais barato que a multa, mas a viseira sempre esquece.

Para quem como eu que já levou mosquitada no olho a mais de 60 km, viseira baixa além de fazer bem ao bolso, evita dolorosas recordações.

Robbie Maddison enlouquece em Parque Olímpico



Super interessante








Fonte: www.lordofmotors.com

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Linha de motos TSS é a novidade da Traxx no Brasil

A Traxx Motos anuncia O LANÇAMENTO DOS Novos modelos de SST 250, 150 e TSS TSS 160 Deslocamentos Como Parte da Linha 2015. motos Como foram concebidas Pela parceira Chinesa Jialing e passaram Pelo Processo de "tropicalização" para se adequarem ao Mercado Nacional. AE voltada Linha TSS AO USO urbano e Aposta los de: Não esportivo visual, com Lanternas e piscas de LED los.
A TSS 250 VEM Equipada com o motor monocilíndrico hum fazer com Injeção eletrônica e arrefecimento a Óleo. A moto Chega ao Mercado com Freio a disco Analógico NAS Duas Rodas e Painel digital, conta-giros COM. O Preço sugerido Para O Modelo E de R $ 8990.  
Ja a TSS 150, Chega Às Ruas com o motor de 150cc arrefecido carburador de um ar e Alimentação POR. O destaque do Modelo E o visual moderno com rodas de liga leve aro 18, Freio dianteiro a disco, Além de Painel com Mostrador digitais e Conta -giros Analógico. 
A TSS 150 e TSS produzidas 250 Serao na Unidade da Marca cearense los Manaus (AM). A TSS 160 E Produzida na China e ESTA recebendo adaptações Para O Seu Lançamento no Brasil, com Previsão Para O Início das Vendas los outubro de 2015.
Fotos: Divulgação
Fonte:  www.moto.com.br

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

CUSTOMIZANDO O SITE


Panigale 1299

Nova Moto Guzzi Audace 2015

 A Moto Guzzi tomou por base a Califórnia 1400 para gerar uma nova moto de série, a Audace.
 Com uma estética imponente, ao estilo “muscle bike”, o modelo abre mão da maioria dos cromados em favor de elementos em preto fosco, ficando apenas uma variante com o tanque de combustível em vermelho.
O motor é um “V-Twin” de 1.380 cc refrigerado por ar capaz de render a excelente soma de 96 CV de potência máxima a 6.500 rpm e torque máximo de 120 Nm a apenas 2.750 rpm com câmbio de 6 marchas e transmissão final por eixo cardã, o farol é do tipo clássico redondo, os paralamas o escapamento é duplo com uma ponteira de cada lado da moto, as pedaleiras são menores e mais avançadas, o assento ficou mais baixo (740 mm) e vem com detalhes da costura em vermelho, o guidão é do tipo “drag”, os retrovisores são pequenos, o freio conta com dois discos na dianteira e pinça Brembo de 4 pistões e disco único na traseira com pinça Brembo de 2 pistões, ABS de série e as rodas de 16 polegadas vem com a marca Moto Guzzi em vermelho.

Ainda não foi divulgado quando essa moto entrará em comercialização e por qual preço sugerido.


Fonte: sobremotos.solupress.com

Linha Brough Superior SS100 2015

Para poucos conhecedores e cinéfilos de plantão, a Brough Superior SS100 será sempre lembrada como a moto na qual a pessoa que inspirou o personagem do épico filme “Lawrence da Arábia” veio a falecer, mas também, muito provavelmente, será lembrada como a “Rolls Royce” das motos, pois assim era referenciada em sua época. Tendo retornado com apresentação de um novo modelo na feira EICMA de Milão de 2013, a marca veio apresentar três modelos para compor a sua linha 2015 na mesma feira deste ano: “Traditional” com elementos cromados, “Full Black” em preto e “Titanium” com detalhes brilhantes e assento de couro marrom.
O quadro é de uma estrutura tubular construído em aço e titânio, a suspensão é da Öhlins, enquanto que o motor é um V2 de 88° de 997 cc com comando DOHC para as quatro válvulas por cilindro, sendo capaz de fornecer de 102 a 142 CV de potência máxima conforme o interesse do cliente, enquanto o torque é sempre de 125 Nm a 8.000 rpm. O peso da moto é razoavelmente baixo, 180 Kg (seco).
O sistema de freios é outro destaque da moto. Na dianteira há dois pares de discos Beringer feitos em alumínio e cerâmica de 230 mm com um par de pinças que atuam simultaneamente em todos os quatro. O tanque de combustível segue um formato cônico, ao estilo retrô, as rodas são de 18 polegadas e as suspensões são da Öhlins. O preço será bem elevado, em torno dos 100.000 euros.


Fonte: sobremotos.solupress.com

MotoGP: Marco Melandri volta em 2015 em grande estilo

 Depois de encerrar sua participação no Mundial Superbike, o piloto italiano Marco Melandri volta para a MotoGP em grande estilo, na equipe Aprilia Racing, em parceria com a equipe Gresini Racing, para um contrato de quatro anos a partir da temporada 2015.
 Marco Melandri vai ser companheiro de equipe do piloto espanhol Alvaro Bautista na próxima temporada. A Aprilia Racing tem como meta desenvolver o equipamento em 2015 na competição para apresentar uma moto mais competitiva na temporada 2016, quando estão previstas mudanças nas especificações da MotoGP, como central eletrônica padrão e uso de pneus Michelin.
 Suzuki
Depois de uma apresentação wild card (como equipe convidada) sem entusiasmar no GP de Valência, etapa final da MotoGP, o Team Suzuki MotoGP espera fazer melhor em 2015 e colocou os novos pilotos, a dupla espnhola, Aleix Espargaró e Maverick Viñales para testar o protótipo e ajudar no seu desenvolvimento para a disputa da próxima temporada.
 Grandes negociações
A Dorna, organizadora da MotoGP, também está trabalhando duro para incrementar o calendário da competição para as próximos temporadas. O CEO da Dorna Carmelo Ezpeleta se reuniu com o presidente da Red Bull Dietrich Mateschitz para discutir a possibilidade de retorno da Austria ao calendário de provas da MotoGP com a pista de Spielberg, que pertence à marca de energético. Provas na Tailândia e até no Chile também estão entre as possibilidades para sediar etapas do Mundial de Motovelocidade. Já o Brasil... 


VÍDEO: Piloto de moto faz backflip sobre avião em pleno ar

O piloto sul-africano Nick de Wit é conhecido pelas suas manobras radicais no Motocross Freestyle. E, para fazer jus a sua fama, ele resolveu realizar mais uma façanha e tanto. Desta vez o desafio foi saltar de uma rampa para outra fazendo o salto mortal para trás de moto, manobra mundialmente conhecida por backflip. Para dar mais emoção na hora da execução, Nick de Wit pediu para o experiente piloto de acrobacias de avião Glen Dell, também sul-africano, executasse um voo rasante com sua aeronave entre as rampas. É pura adrenalina!
Em tempo: Esse vídeo foi produzido cinco semanas antes do acidente fatal de Glen Dell, durante um show aeronáutico, em Secunda, na África do Sul. Nick de Wit dedicou o vídeo a memória do aviador sul-africano.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

CUSTOMIZANDO O SITE


KTM 1050 Adventure 2015

A KTM apresentou na feira EICMA a 1050 Adventure como uma substituta de maior cilindrada da 990 Adventure, mas sendo o modelo de entrada da marca para os motociclistas de viagens de aventureira.

A 1050 Adventure é equipada com um motor “V-Twin” de 1.050 cc refrigerado por líquido que rende uma potência máxima não muito expressiva de 95 CV de potencia para um câmbio de 6 marchas. Apesar do rendimento “modesto” do motor, a ciclística é das melhores com suspensões clássicas da WP, freios da Brembo com ABS desconectável, controle de tração com três níveis, embreagem deslizante e controle de estabilidade da Bosch.

Para maior conforto, o parabrisa, guidão e pedaleiras são reguláveis. A altura do assento ao solo é de 850 mm e a roda dianteira é de 19 polegadas, o tanque de combustível de 23 litros e peso (seco) de 230 Kg. A instrumentação é analógico-digital.

Fonte: sobremotos.solupress.com

Francês atinge 333 km/h com bicicleta e supera Ferrari

A imprensa europeia divulgou nessa semana que o ciclista francês François Gissy, alcançou os 333 km/h a bordo de sua bicicleta, que é equipada com três foguetes a hidrogênio. O recorde foi estabelecido no Circuito de Paul Ricard, na França.
A bike utilizada por François foi produzida artesanalmente e seus propulsores conseguiram atingir a velocidade máxima em apenas 4,8 segundos em 250 metros. Com isso ele deixou um modelo Ferrari com motor V8 de 510 cv de potência ara trás.

Primeiras motos da nova safra 2015 a chegar ao Brasil serão as mais caras

Nos últimos salões internacionais de motocicletas, a vitalidade do setor foi exibida com uma quantidade de novos modelos como há anos não se via. Os lançamentos feitos no Inermot, na Alemanha, e no recém-encerrado EICMA, o tradicional Salão de Milão, mostram que as nuvens negras que ameaçaram a economia mundial no final de 2008, e que derrubaram as vendas de motos nos principais mercados, estão sendo sopradas para longe.
Como sempre, alguns desses modelos logo estarão à disposição dos consumidores brasileiros. Nosso país, apesar do momento econômico conturbado, assumiu um lugar importante na cena mundial do pós-2008, especialmente, no mercado de motos acima de 500 cilindradas. Hoje o Brasil ocupa o quinto lugar no ranking mundial desta faixa "top", atrás apenas dos EUA, Japão, Alemanha e França.
As primeiras motos da nova safra 2015 a chegar ao Brasil serão as mais caras. Por serem importadas, poderão ser vistas e compradas em poucos meses. Já modelos mais baratos devem passar pelo rito da nacionalização e consequente montagem no Polo Industrial de Manaus, o que implica em maior tempo. De qualquer modo, a fertilidade de modelos mostrada nos salões refletirá em nosso mercado em 2015. Conheça a seguir os mais relevantes apresentados pelas marcas com forte atuação no Brasil:
BMW 
A marca alemã apresentou uma nova moto destinada ao crescente nicho das máquinas multiuso. Trata-se da S 1000 XR (foto abaixo), que se encaixará na fresta entre a F 800 GS e a R 1200 GS. Como no caso das suas irmãs, seu público-alvo são clientes que desejam uma moto que lhes permita explorar o horizonte sem precisar escolher estradas, já que suspensões
de longo curso, guidão largo, capacidade de carga e boa proteção aerodinâmica são regra no segmento. No entanto a alma do modelo, o motor, mira em uma direção diferente da 800 e 1200. Ele é um apimentado 4 cilindros em linha derivado da esportiva S 1000 RR e devidamente adaptado para o uso em uma "bigtrail" (moto de uso misto) aventureira, mas ainda assim bem mais assanhado do que os bicilindros que equipam suas irmãs GS. Aliás, a diferença de siglas, usar XR e não GS para tal modelo, determina que esta novidade é bem mais estradeira, pois a sigla GS está para "Gelände Strasse", off-road em alemão.
Outra BMW potencialmente interessante para nosso mercado é a F 800 R, modelo que foi totalmente revisto e que pode ganhar importância na briga pelo mercado brasileiro das naked médias – aquelas que deixam os itens internos mais aparentes.
BMW S 1000 XR
Ducati
O cartão de visita tecnológico da marca, a superesportiva Panigale, ganhou um motor de maior capacidade cúbica, e agora é 1299 (foto abaixo) em vez de 1199. Mas não será este míssil de pista a motocicleta destinada a fazer a marca italiana crescer no Brasil, e sim a renovada Multistrada.
Com um novo motor altamente tecnológico, dotado de um sofisticado sistema de válvulas com abertura variável e muita eletrônica embarcada, o modelo eleva o patamar do segmento. É o que podemos chamar de "hyper trail".
Ao lado dela está a sensação da marca já vista em Colônia, a Ducati Scrambler, uma moto de visual Vintage que remete a modelo dos anos 1970 e que, ao lado de outra novidade, a naked Monster 821, serão as motos mais acessíveis da marca e, consequentemente, as mais vendidas no Brasil.
Ducati Multistrada 1200 s
Honda
A marca líder do mundo da motocicleta usou a mostra italiana para revelar duas novidades em fase de "conceito", ou seja, motos que estão em fase final de projeto, mas que só devem chegar às concessionárias no final de 2015. Uma é a RC 213V-S (foto abaixo), uma superesportiva derivada da moto que compete no mundial de motovelocidade e foi campeã em 2013 e 2014 com o fenomenal Marc Márquez. Com muita tecnologia, esta novidade, quando chegar (e se chegar) ao Brasil, terá como destino as garagens dos abastados fãs de modelos fascinantes mas "impossíveis", seja pelo preço ou pela performance.
Já a outra novidade-conceito é bem mais pé no chão, uma maxitrail (moto feita para rodar grandes distâncias) bicilíndrica de 1000 cc, destinada a ocupar o posto da Honda Africa Twin. Ela foi apelidada por alguns presentes em Milão de "CRF 1000". A Honda não deu maiores detalhes do modelo, mas a análise visual revela grande parentesco com a CRF 450 Rally, usada pela marca para competir nos ralis tipo Sertões ou Dakar. Em vez do motor monocilindro, ela usa um bicilindro paralelo de nova extração, sem parentesco com nenhum outro motor da linha Honda atual. Esta moto, certamente, tem a cara do Brasil.
Honda RC 213V-S
Kawasaki 
As estrelas da marca verde em Colônia e Milão foram os "mísseis" H2R e H2, versões de pista e de rua da hyper-ultra-superesportiva de 1000 cc da Kawasaki, cujos motores têm as insanas potências declaradas de 300 e 200 cavalos, respectivamente. Um ou outro fã de tecnologia acompanhada de performances superlativas vai querer essas novas Kawasaki em garagens daqui, porém serão motos bem menores da marca a chamar a atenção dos brasileiros.
Tendo em vista o sucesso da Ninja 300 no Brasil, que foi precedida pela Ninja 250, não há como não apostar na chegada de ao menos uma das duas novidades desta faixa de cilindrada apresentadas em Milão. A mais provável nova Kawasaki "made in Manaus" deve ser a versão naked da Ninja 300, a Z300 (foto abaixo), que tem a mesma estrutura chassi-motor-suspensões da pequena esportiva de tanto sucesso.
A outra novidade mostrada no Salão de Milão segue outra receita, pois no lugar do motor bicilíndrico exibe um mais simples motor de apenas um cilindro de 250 cc, sem, contudo, renunciar a um visual caprichado. Esta novidade da Kawasaki, se montada em Manaus, seria a moto mais acessível do catálogo da marca.
Em breve teremos no Brasil também a versão renovada das Versys. A 650 com motor mais potente e a 1000 renovada no visual. Já a Vulcan S, custom (customizada) criada com motor da Versys 650, pode chegar à partir do segundo semestre de 2015 ao país.
Kawasaki Z300
KTM
Prestes a iniciar suas vendas no Brasil, a marca austríaca revelou em Milão a moto de entrada no mundo de suas bicilíndricas de aventura, a 1050 Adventure (abaixo), que propõe maior leveza sem renunciar a desempenho. Com este modelo e a 1290 Super Adventurer, mostrada em Colônia, a KTM renova sua gama de bigtrails atuando nos extremos: a maior e a menor de seu catálogo neste nicho são novidades, e ambas devem "pisar" no Brasil.
KTM 1050 Adventure
Suzuki
Entre as principais novidades da marca, há a Bandit modernizada, que estará no cardápio brasileiro, assim como aquela que é considerada a principal motocicleta da nova safra, a tão esperada GSX-F 1000 (abaixo), a naked nascida da renomada superesportiva de 1000 cc da marca.
Suzuki GSX-F 1000
Triumph
Retoques estéticos nas Tiger 800 se completam com a introdução de "irmãs" mais estradeiras, as 800 XR e XRx, que se juntam às 800 XC e XCx. O aperfeiçoamento técnico tem como maior destaque o controle de tração nas XRx (foto abaixo) e XCx, que coloca estas inglesas em condição de defenderem-se do ataque da concorrência com tranquilidade. Considerando o sucesso das Triumph no Brasil, os modelos da renovada linha 2015 logo estarão nas revendas nacionais.
Triumph Tiger 800 XCX
Yamaha
Estrela máxima indiscutível, a superesportiva R1 recebeu uma extensa ação de rejuvenescimento e pode ser considerada uma moto quase 100% nova, e o "quase" fica por conta da manutenção da arquitetura clássica do motor, com a Yamaha se mostrando fiel ao tetracilindro transversal.
O modelo deve estar no catálogo da Yamaha brasileira em breve, assim como o renovado big scooter TMax 530. Tido como o rei de sua categoria, nele a Yamaha fez apenas mudanças cosméticas, sem interferir na receita técnica vencedora. Importado em 2014 em poucas unidades, este novo TMax deverá chegar ao Brasil em maior quantidade, considerando o sucesso de vendas mesmo com preço elevado, realidade que só poderá ser modificada caso a Yamaha Motor do Brasil defina sua montagem em Manaus.
E, falando nisso, uma incógnita é a novidade Yamaha YZF-R3 (foto abaixo) estar ou não nos planos da Yamaha brasileira. Em tese, a pequena esportiva bicilíndrica de 320 cc seria a rival direta de um sucesso de nosso mercado, a Kawasaki Ninja 300, moto que demonstrou o grande interesse de nossos consumidores em pequenas premium de desempenho e design acima da média. Todavia para ser competitiva tais modelos precisam ter preço adequado, coisa que apenas a montagem em Manaus pode garantir. Estará a YZF-R3 nos planos de nacionalização? Tomara!
Yamaha YFZ-R3
*Fotos: Divulgação; Mitterbauer H. / KTM.
Fonte: g1.globo.com